segunda-feira, 27 de março de 2017

Pegando fogo


Por que não falar de Adam Jones, acabei de assistir pela milésima vez e depois de muito tempo to aqui para falar do filme. 
Para muitas pessoas o filme retrata o alto ego de um cara branco que quer se redimir e ter mais uma chance na cozinha e conquistar suas 3 estrela michelns, achando um pouco exagerado e fantasioso a vida estressante de um chef de cozinha, mas desculpa vocês que não sabem o que é trabalhar numa cozinha de verdade (não sabe de nada inocente). 
Esse filme mostra o momento frenético, a crise de um chef que quer se redimir, largar a culpa e o peso que é carregado nas suas costas e os fantasmas que assombram dias apos dias. 
Adam Jones já foi um respeitado chef em Paris, mas o abuso de drogas e álcool destruiu sua carreira. Depois de passar um tempo em Nova Orleans, pagando por partes dos seus erros (abrindo ostra) ele retorna para Londres, indo em busca do seu antigo maître para ser o chef de cozinha de um restaurante do hotel de seu pai. Claro que não foi fácil e ele conhecendo seu velho amigo soube armar um plano e deixando seu ex maître sem opções. Exigindo a perfeição da sua recém-formada equipe, o amargo e temperamental Jones tem uma segunda chance para realizar seu sonho de ganhar uma terceira estrela Michelin.

Nenhum comentário:

Postar um comentário