quarta-feira, 22 de junho de 2016

#comfortfood


Vamos para mais uma hashtag, achei o #comfotfood um pouco curioso e decidir pesquisar e compartilhar o significado de mais uma tag.
O Comfort Food surgiu em contrapartida à produção industrial de alimentos. O fast food, o prato congelado, bem como o junk food invadiram as mesas das famílias, sendo pratos com sabor de infância e do nosso lar, que optam por ingredientes mais saudáveis e simplicidade no preparo.

A influência já pode ser notada em muitos restaurantes e buffets. Com intuito de despertar a memória gustativa ligada à infância, alguns restaurantes deixaram de lado a sofisticação e se especializaram em uma nova tendência gastronômica com uma alimentação simples que faz toda a diferença, com aquele prato que nos remete às boas lembranças, seja ela da infância ou de uma época boa das nossas vidas. Não é só a comida da mamãe que recebe essa denominação. 

Cada pessoa tem a sua Comfort Food que não é necessariamente a comida consumida na sua casa. Tem a ver com a história e a trajetória de cada um. Mais do que um alimento para o estômago, é um alimento para o espírito.
O conceito nasceu nos Estados Unidos no fim dos anos 80, em um contraponto ao fast food, e caiu nas graças dos chefs de cozinha; no Brasil isso ocorreu há pouco tempo. 
Os chefs de cozinha utilizam aromas e sabores que nos fazem viajar no tempo.
A proposta dessa cozinha é o resgate afetivo das lembranças através da comida. Normalmente, os pratos têm apelo nostálgico e dão uma sensação de conforto, pois a infância é a fase mais segura da vida. 
Esse tipo de culinária desperta sensações agradáveis e evoca o bem-estar relacionado aos bons momentos das nossas vidas. abraçando e confortando cada um de nós ao longo das nossas vidas.
O que verdadeiramente importa é a ação que ela desencadeia ao ativar a memória do consumidor para algo que reaviva bons momentos das refeições do passado.
O consumidor percebe que se trata de Comfort Food por ser uma cozinha calorosa e não extremamente técnica. 
As receitas preparadas não necessitam de tecnologia de ponta, nem de utensílios sofisticados para extrair dos alimentos efeitos únicos e especiais. Mas muitos pratos sob esse conceito são elaborados em equipamentos ultramodernos.
A comida criada sobre sua influência apresenta um espírito tradicional sem que seja muito ortodoxa em sua composição. Como ela é preparada e servida pode variar conforme os costumes de cada região; em muitos lugares busca as suas tradições, sendo muito mais que comida, pois, ao colocarmos esse alimento na boca, um turbilhão de pensamentos corre pela nossa mente e coração. 
A gastronomia chegou a uma sofisticação tão grande que as pessoas estão despertando para as coisas simples, do mesmo jeito que a globalização acabou despertando para as questões regionais. Esse retorno às origens é uma busca do Comfort que significa uma alimentação nostálgica e confortável que nos remete a sabores que nos relacionam à infância, a um determinado período de nossas vidas ou até mesmo a uma viagem que fizemos. 
Para quem não conhece a gastronomia Comfort Food, logo no primeiro contato a pessoa se surpreende com as descobertas e as boas lembranças que vêem à tona. Há sensação de diferentes sentimentos, tais como saudade e felicidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário