quarta-feira, 20 de maio de 2015

Wellington Pontes Pereira - das raízes para o prato


Estudante de gastronomia, cozinheiro, chef e uma das pessoas mais incríveis no mundo da cozinha que eu já conheci, apresento a vocês hoje Wellington Pereira, mais conhecido como Well, mostrando as suas raízes nordestinas na interpretação dos seus pratos. Estudou no SENAC, cursando o 4º período de faculdade de gastronomia e chef de um ótimo restaurante regional.
Well relata que escolheu o curso de gastronomia, porque atuou na área e estava buscando algo mais para seu currículo de atividades, para poder agregar o seu conhecimento e seu potencial.



"o curso não correspondeu a todas minhas expectativas, até porque nunca estamos satisfeitos 100%, acredito que o motivo seja o novo, crescendo e estando em fase de adaptação. Mas acredito que em um certo momento atenderá a satisfação de 90% dos novos acadêmicos, mudando para melhor servir."

O curso da universidade para Well é excelente, com professores maravilhosos, ficando somente a desejar nas aulas praticas, mas ele convida a você a embarcar nessa busca de conhecimento.


"comecei minha vida na cozinha aos 07 anos, quando sua mãe Dona Lúcia tinha que ir trabalhar e eu tinha que ficar sozinho em casa com mais dois irmãos, foi nesse período que ela começou a ensinar a temperar feijao, cozinhar arroz, fazer macarrão, por ser sempre o mais ousado entre meus irmãos ficava com o feijão e para a surpresa de muitos mandava muito bem no tempero do feijão rsrsrsrs..."

Foi a partir desse momento que Wellington começou a fazer bolos, ensinando até a sua mãe dona Lucinha, passando a fazer cada dia bolos maravilhosos entre seus 13 e 14 anos, quando completou 18 anos cursou cozinheiro/auxiliar no SENAC (curso que ele sempre recomenda a todos que querem entrar no mundo da cozinha), sendo nesra instituição que pegou toda a base prática necessária para ingressar no mercado como cozinheiro ou auxiliar e sempre respeitando toda a hierarquia, começando como auxiliar e apos muitas dedicações, buscando sempre mais e mais se aperfeiçoando nas técnica e tornando-se um cozinheiro.


"vou contar um segredo. eu testava todas as receitas do verso das caixinhas de creme de leite na Nestlé, vale muito a pena rsrsrs"

E ao decorrer dos tempo e de seus esforços sua mão de obra ia ficando cada vez mais qualificada, conseguindo trabalhar em vários restaurantes em Maceió, onde residia na época de inicio, onde teve o grande prazer e honra de ser auxiliar do Chef Wanderson Medeiros, do restaurante Picuí, dai as portas da gastronomia sempre esteve abertas para suas mãos magicas.
Saindo de Maceió foi em busca de sua formação acadêmica para a gastronomia, vindo para Aracaju, abrindo seus leks de oportunidade, atuando hoje como um dos responsáveis pelas delicias feitas num restaurante nordestino da cidade, ao qual abriu espaço para a mídia, gravando receitas para o SE TV 1ª EDIÇÃO filiado a rede globo e se destacando em primeiro lugar na seleção para professores do SENAC. realmente muitas historias pra contar e mostrando que sacrifício e esforço no final uma recompensa.


"é maravilhoso saber que cada dia mais o campo de trabalho na área gastronômica vem crescendo cada vez mais em Aracaju, fico feliz por estar aqui e acompanhar de perto essa evolução, alguns restaurantes aqui são bons, tem uma boa comida, boa infraestrutura (nada comparado aos grandes restaurantes de SP), onde realmente precisamos melhorar muito. para ter um bom reconhecimento."

Well ainda ressalta que quando se fala em profissionais, Aracaju agrega muitas pessoas com mão de obra mal qualificada, são pessoas que nunca fizeram cursos para aperfeiçoar a técnica e que caíram na cozinha de paraquedas, infelizmente e isso acaba dificultando o profissional que chega qualificada dentro do restaurante para poder desenvolver seu trabalho com maior qualidade. Em Aracaju fica muito mais difícil encontrar profissionais com uma boa mão,
E com relação ao mercado de trabalho, está muito amplo e com portas sempre abertas para profissionais capacitados e qualificados, podendo ser ainda melhor, já que a rota do turismo da cidade é muito fraca para a nossa cidade.


"por tanto digo aos senhores donos de restaurantes que, tendo um profissional qualificado dentro da sua empresa, cuide e o guarde com carinho, porque é e está muito difícil encontrar essa mão de obra e aos cozinheiros e auxiliares digo que bisque cada vez mais aprimorar suas habilidades, o bom cozinheiro é aquele que faz de forno a fogão, da confeitaria a panificação e não aquele que fica limitado a fazer somente uma função.'

.

Nenhum comentário:

Postar um comentário