terça-feira, 17 de junho de 2014

Copa 2014: Brasil x México


Em clima de copa do mundo o Armazém preparou um quadro diferente, sempre que o Brasil for jogar contra algum time vamos falar das curiosidades da culinária do país e começando com o México, alem de ter um ótimo futebol tem uma cultura culinária muito forte.

A culinária mexicana tem uma base milenar pré-colombiana, com evidências da cultura seletiva de plantas de milho cerca de 8000 a.C., com uma forte influência colonial e das transformações que ocorreram no mundo nos séculos XIX e XX.
A culinária tradicional mexicana foi inscrita pela Unesco, em 2010, na lista do Patrimônio Cultural Intangível da Humanidade, uma vez que se considerou que constitui um modelo cultural que inclui práticas agrícolas e técnicas culinárias milenares, como a nixtamalização do milho. Esta culinária, que ainda é a base da culinária moderna do México, tem como ingredientes principais, para além do milho, o feijão e as pimentas, para além de outros produtos indígenas, como o tomate, a abóbora, o abacate, o cacau e a baunilha. 
A tradição culinária relativa ao Dia dos Mortos no México (outra inscrição da Unesco no Patrimônio Cultural Intangível da Humanidade) também foi tomada em linha de conta na decisão da Unesco de considerar a culinária do México como Patrimônio da Humanidade. As tortillas de milho e os tamales, para além de serem parte da comida diária dos mexicanos, têm um papel importante nesta celebração. Outras preparações típicas do Dia dos Mortos são as caveiras de doce, muito enfeitadas e por vezes com o nome do defunto (ou duma pessoa viva, em forma de brincadeira), e o pan-de-muerto, um pão doce adornado com figuras, por vezes na forma de crânios, e polvilhado de açúcar. Algumas bebidas tradicionais, como mezcal, atole e pulque, são também colocadas nos “altares-dos-mortos”, como oferenda.
Os alimentos indígenas do México pré-colombiano incluem chocolate, milho, tomate e baunilha.
A alimentação varia com a região, dependendo da população indígena original e das influências dos espanhóis e de outros povos a que essas regiões foram expostas. Por exemplo, o norte do México é conhecido pela sua produção de carne de vaca e pratos de carne, enquanto que o sudeste do México é conhecido pelos seus pratos condimentados baseados em vegetais e carne de galinha.
A culinária mexicana combinou-se com a culinária do sudoeste dos Estados Unidos, formando a culinária tex-mex.
Para além das tortillas e tamales que fazem parte da comida de todos os dias, há alguns pratos típicos que foram considerados os mais populares no México, de acordo com um inquérito realizado por uma instituição especializada. A iguaria que está em primeiro lugar é o mole, em particular o mole poblano, que já foi provado pelo uma vez por 99% dos mexicanos; este molho, geralmente confeccionado com vários tipos de pimentas e chocolate, é tradicionalmente comido em festas de aniversário e casamento, muitas vezes acompanhando guajolote (Peru). 
Outros pratos tradicionais mexicanos incluem:

Birria, Burrito, Carnitas, Chilaquiles, Enchilada, Fajita, Frijoles refritos (feijão cozido, amassado e frito), Guacamole, Huitlacoche, Mixiote (guisado de carne preparado numa película que se desprende das folhas de Agave), Nachos, Nopales, Pico de gallo, Quesadilla, Salsa, Sope, Tostada, Totopos: são feitos de 1/4 de tortilha convencional de milho frita, alguns chamam de tortilhas chips, Profiterole.
http://pt.wikipedia.org/wiki/Culin%C3%A1ria_do_M%C3%A9xico


https://www.google.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário